Medicamento Sujeito a Receita Médica

Folheto informativo: Informação para o utilizador

protizol®
Timolol 5 mg/ml + Dorzolamida 20 mg/ml
Colírio, solução

Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento, pois contém informação importante para si.
– Conserve este folheto. Pode ter necessidade de o ler novamente.
– Caso ainda tenha dúvidas, fale com o seu médico ou farmacêutico.
– Este medicamento foi receitado apenas para si. Não deve dá-lo a outros. O medicamento pode ser-lhes prejudicial mesmo que apresentem os mesmos sinais de doença.
– Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Ver secção 4.

O que contém este folheto:
1. O que é Protizol e para que é utilizado
2. O que precisa de saber antes de utilizar Protizol
3. Como utilizar Protizol
4. Efeitos secundários possíveis
5. Como conservar Protizol
6. Conteúdo da embalagem e outras informações

1. O que é Protizol e para que é utilizado

Protizol é uma associação de timolol com dorzolamida. O timolol é um membro da família dos medicamentos conhecidos como bloqueadores-beta. A dorzolamida é um membro da família dos medicamentos conhecidos como inibidores da anidrase carbónica.
Estes componentes em conjunto são responsáveis por diminuir a pressão nos olhos.

Protizol colírio, solução é usado para tratar a pressão elevada nos olhos (glaucoma), quando o tratamento com um bloqueador-beta de administração oftálmica não é suficiente para baixar a pressão nos olhos

2. O que precisa de saber antes de utilizar Protizol

Não utilize Protizol
– se tem alergia (hipersensibilidade) ao cloridrato de dorzolamida ou ao maleato de timolol, bloqueadores beta ou a qualquer outro componente deste medicamento (indicados na secção 6);
– se tem ou se já alguma vez teve problemas respiratórios, tais como asma, bronquite obstrutiva crónica grave (doença pulmonar grave que possa causar pieira, dificuldade em respirar e/ou tosse prolongada);
– se tem um ritmo cardíaco lento, insuficiência cardíaca ou alterações do ritmo cardíaco (batimento cardíaco irregular) ou outro problema cardíaco;
– se tem problemas renais graves.

Se tem dúvidas se Protizol é indicado para si, pergunte ao seu médico ou farmacêutico.

Advertências e precauções
Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de utilizar Protizol.

Antes de utilizar este medicamento, informe o seu médico se tem agora ou se já teve no passado:
– doença cardíaca coronária (os sintomas podem incluir dor torácica ou aperto no peito, falta de ar ou sufoco), insuficiência cardíaca, pressão arterial baixa;
– alterações do ritmo cardíaco tais como ritmo cardíaco lento;
– problemas respiratórios, asma ou doença pulmonar obstrutiva crónica;
– problemas de circulação sanguínea (como doença ou síndrome de Raynaud);
– diabetes, uma vez que o timolol pode mascarar os sinais e sintomas de nível baixo de açúcar no sangue;
– hiperatividade da glândula tiroide, uma vez que o timolol pode mascarar sinais e sintomas;
– fraqueza muscular ou se lhe foi diagnosticado miastenia gravis.

Antes de uma cirurgia e anestesia (mesmo no consultório do dentista), informe o seu médico ou dentista que está a tomar Protizol, pois o timolol pode alterar o efeito de alguns medicamentos utilizados durante a anestesia ou pode haver descida repentina da pressão arterial em associação com a anestesia.

Se durante o tratamento com Protizol lhe for diagnosticada doença coronária e precisar de parar de usar Protizol, a dose deverá ser reduzida gradualmente.

Informe o médico se tiver alguma lesão no olho, se sofrer um ferimento ocular ou se for fazer uma cirurgia aos olhos.

Pare de utilizar Protizol e dirija-se imediatamente ao médico no caso de ter algum dos seguintes efeitos:
– Infeção nos olhos, irritação nos olhos ou outros problemas nos olhos tais como vermelhidão, inchaço das pálpebras ou agravamento dos sintomas.
– Se tiver sintomas de reação alérgica. Uma reação alérgica pode incluir erupção cutânea, comichão, dificuldade em respirar ou inchaço da cara, lábios, garganta ou língua. Ver secção 4 “Efeitos secundários possíveis”.

Outros medicamentos e Protizol
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar, tiver tomado recentemente ou se vier a tomar outros medicamentos.

O Protizol pode afetar ou ser afetado por outros medicamentos que esteja a tomar, incluindo outros colírios para o tratamento do glaucoma.

Informe o seu médico se estiver a tomar ou pretender tomar medicamentos para baixar a pressão arterial, medicamentos para o coração, medicamentos para tratar a diabetes, quinidina (utilizada no tratamento de doenças do coração e alguns tipos de malária), antidepressores como a fluoxetina e paroxetina, inibidores da MAO, analgésicos potentes, tais como codeína ou morfina e doses elevadas de anti-inflamatórios não esteroides incluindo a aspirina e hormonas (por exemplo, estrogénio, insulina, tiroxina).

Os seguintes medicamentos não devem ser utilizados com Protizol:
– outros colírios que contenham dorzolamida ou outro inibidor da anidrase carbónica;
– inibidores da anidrase carbónica que necessitem de ser tomados oralmente;
– outros colírios que contenham um bloqueador-beta.

Gravidez e amamentação
Se está grávida ou a amamentar, se pensa estar grávida ou planeia engravidar, consulte o seu médico ou farmacêutico antes de utilizar este medicamento.

Não utilize Protizol se está grávida a não ser que o seu médico considere necessário.

Não utilize Protizol se está a amamentar. O timolol pode passar para o leite. Consulte o seu médico para obter aconselhamento sobre a toma de medicamentos durante a amamentação.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Possíveis efeitos colaterais como visão turva podem afetar a capacidade para conduzir e/ou utilizar máquinas. Não conduza ou não utilize máquinas até restabelecer uma visão normal..

Protizol contém cloreto de benzalcónio
O conservante de Protizol, cloreto de benzalcónio, pode causar irritação ocular. Por isso, Protizol não deve ser utilizado enquanto estiver a usar lentes de contacto.
Deve remover as lentes de contacto antes da aplicação de Protizol e esperar pelo menos 15 minutos antes de as recolocar. O cloreto de benzalcónio pode ainda descolorar as lentes de contacto moles.

3. Como utilizar Protizol

Utilize este medicamento exatamente como indicado pelo seu médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

O seu médico irá dizer-lhe ao certo quantas gotas de Protizol devem ser usadas e por quanto tempo.

A dose recomendada é de uma gota de Protizol no(s) olho(s) afetado(s) duas vezes ao dia (de manhã e à noite), de 12 em 12 horas.
Se está a utilizar Protizol em simultâneo com outro medicamento tópico oftálmico, estes deverão ser administrados com, pelo menos, 10 minutos de intervalo entre si.

Não altere a dose deste medicamento sem primeiro consultar o seu médico. Se parar o tratamento, consulte imediatamente o seu médico.

Instruções de utilização
Protizol, instruções de utilização

Se achar que o efeito de Protizol é muito forte ou muito fraco, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Utilização em crianças
Protizol não é recomendado em crianças.

Utilização em doentes com diminuição da função hepática
Se tiver ou tiver tido algum problema de fígado, diga ao seu médico

Se utilizar mais Protizol do que deveria
Se aplicar demasiadas gotas nos seus olhos ou se engolir o líquido que está no frasco, poderá entre outros efeitos, sentir tonturas, dificuldades respiratórias ou uma diminuição do seu ritmo cardíaco. Se sentir alguns destes efeitos consulte o seu médico imediatamente.

Caso se tenha esquecido de utilizar Protizol
É importante que utilize Protizol conforme receitado pelo seu médico.

Se se esquecer de uma dose, aplique-a logo que se lembrar. No entanto, se estiver quase na hora de aplicar a próxima dose, despreze a dose em atraso e volte a aplicar as gotas dentro do horário previsto.

Não aplique uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de aplicar.

4. Efeitos secundários possíveis

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestem em todas as pessoas.

Pode continuar a aplicar as gotas, exceto se os efeitos forem graves. Se estiver preocupado, fale com o seu médico ou farmacêutico. Não pare de utilizar as gotas sem falar com o seu médico.

A frequência de possíveis efeitos adversos listada em baixo é definida de acordo com a convenção seguinte:

protizol, efeitos adversos

Alguns sintomas necessitam de atenção médica urgente. Se tiver alguns destes sintomas, dirija-se ao médico imediatamente:

– Reações alérgicas generalizadas graves que podem incluir erupção cutânea, inchaço da pele, que pode ocorrer em áreas como a face, lábios, garganta ou língua e nos membros e pode obstruir as vias aéreas provocando dificuldade em respirar e engolir, reação alérgica aguda grave com risco de vida.

Os efeitos secundários conhecidos com a utilização de Protizol incluem:

Muito frequentes:
– gosto amargo na boca;
– sensação de queimadura e ardor.

Frequentes:
– visão turva, aumento do lacrimejo, comichão;
– pálpebras inchadas ou irritadas, sensibilidade reduzida da córnea, olho seco;
– inflamação dos seios frontais;
– dor de cabeça;
– sensação de estar doente.

Pouco frequentes:
– inflamação da íris;
– acuidade visual diminuída;
– falta de ar;
– dificuldade na digestão;
– pedras nos rins;
– tonturas;
– depressão;
– retardamento dos batimentos cardíacos;
– desmaio;
– cansaço.

Raros:
– queda da pálpebra superior (ficando o olho meio fechado);
– visão dupla;
– irritação ocular, incluindo vermelhidão dos olhos, ardor, picadas, dor nos olhos, crostas nas pálpebras, inflamação da córnea;
– abaixamento da pressão nos olhos;
– dificuldade em respirar;
– rinite (corrimento nasal);
– hemorragia nasal;
– falta de ar devido a espasmos nos músculos das vias aéreas (broncoespasmo);
– tosse;
– diarreia;
– irritação da garganta;
– boca seca;
– irritação da pele;
– erupção cutânea;
– queda do cabelo;
– erupções na pele com aparência branca prateada (erupção cutânea psoriasiforme) ou agravamento da psoríase;
– reações do tipo alérgico tais como erupções cutâneas, urticária e comichão;
– doença inflamatória da pele e dos intestinos (lúpus sistémico eritematoso);
– sensação anormal dos olhos como formigueiro/picada;
– insónia (problemas com o sono);
– pesadelos;
– perda de memória;
– agravamento da fraqueza muscular (miastenia gravis);
– diminuição da libido;
– Acidente vascular cerebral (AVC);
– zumbido nos ouvidos;
– diminuição da pressão arterial;
– dor no peito;
– palpitações;
– acumulação de fluidos;
– batimentos cardíacos irregulares, insuficiência cardíaca congestiva (doença do coração com falta de ar e inchaço dos pés e pernas devido à acumulação de fluidos), paragem cardíaca;
– claudicação;
– mãos e pés frios (síndrome de Raynaud);
– endurecimento irregular no tecido conjuntivo do pénis.

Como outros medicamentos de aplicação nos olhos, o timolol é absorvido pelo sangue. Isto pode causar efeitos secundários semelhantes aos observados com medicamentos bloqueantes beta intravenosos e/ou orais, conforme aplicável. A incidência de efeitos adversos após administração oftálmica é inferior a quando os medicamentos são tomados, por exemplo, pela boca ou são injetados. A lista de efeitos adversos inclui reações observadas dentro da classe dos bloqueadores-beta quando estes são utilizados para tratar afeções dos olhos:
– Níveis baixos de glicose no sangue;
– Diminuição do fornecimento de sangue ao cérebro;
– Descolamento da camada abaixo da retina que contém vasos sanguíneos, após cirurgia de filtração, o que pode causar distúrbios visuais, sensibilidade da córnea diminuída, olhos secos, erosão da córnea (danos na camada da frente do globo ocular);
– Distúrbios do paladar, náuseas, indigestão, dor abdominal, vómitos;
– Perda de cabelo;
– Dor muscular não causada por exercício físico;
– Disfunção sexual;
– Fraqueza/cansaço muscular.

Comunicação de efeitos secundários
Se tiver quaisquer efeitos secundários, incluindo possíveis efeitos secundários não indicados neste folheto, fale com o seu médico ou farmacêutico. Também poderá comunicar efeitos secundários diretamente através de:

INFARMED, I.P.
Direção de Gestão de Risco de medicamentos
Parque da Saúde de Lisboa, Av. Brasil 53
1749-004 Lisboa
Tel: +351 21 798 71 40
Fax: +351 21 798 73 97
Sítio da internet: http://extranet.infarmed.pt/page.seram.frontoffice.seramhomepage
E-mail: farmacovigilancia@infarmed.pt

Ao comunicar efeitos secundários, estará a ajudar a fornecer mais informações sobre a segurança deste medicamento.

5. Como conservar Protizol

Manter este medicamento fora da vista e do alcance das crianças.
Não conservar acima de 25º C.
Após a primeira abertura do frasco, utilizar no prazo de 28 dias.
Não utilize este medicamento após o prazo de validade impresso no rótulo e na embalagem exterior, após “VAL.”. O prazo de validade corresponde ao último dia do mês indicado.
Não deite fora quaisquer medicamentos na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte ao seu farmacêutico como deitar fora os medicamentos que já não utiliza. Estas medidas ajudarão a proteger o ambiente.

6. Conteúdo da embalagem e outras informações

Qual a composição de Protizol
As substâncias ativas deste medicamento são o cloridrato de dorzolamida, equivalente a 20 mg/ml de dorzolamida, e o maleato de timolol, equivalente a 5 mg/ml de timolol.
Os outros componentes são o manitol, citrato de sódio, hidroxietilcelulose, cloreto de benzalcónio, água para preparações injetáveis e hidróxido de sódio para ajuste de pH.

Qual o aspeto de Protizol e conteúdo da embalagem
Protizol é uma solução ligeiramente opalescente, praticamente incolor e ligeiramente viscosa.
Protizol está disponível em embalagens de 1, 3 e 6 frascos conta-gotas de 5 ml.
É possível que não sejam comercializadas todas as apresentações.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado
Laboratório Edol – Produtos Farmacêuticos, S.A.
Av. 25 de Abril, 6-6A
2795-225 Linda-a-Velha
Portugal

protizol, fabricantes

Este folheto foi revisto pela última vez em janeiro de 2015